Câmara do Porto

Alguém me explica por que razão o Porto tem tantos vereadores como Lisboa, mais dois do que Sintra e Vila Nova de Gaia, por exemplo, cujos concelhos têm maior número de eleitores?

Comentários

Anónimo disse…
burros só uma explicação possível: mais vereadores por haver mais meios tempos e menos tempos inteiros.
Anónimo disse…
As Câmaras e todos os serviços públicos, incluindo ministérios, deviam ter um quadro de pessoal definido e sujeito a regras que observassem a proporcionalidade, a equidade e a funcionalidade, que não permitisse os malabarismos que assitimos por todo o lado.

Quando se fala da Reforma da Administração Pública devia-se, também, avançar por aí.
Uma administração Pública profissional, feito por concursos públicos, que - de facto - colocasse em causa os "boys".

Guterres foi o único que esteve lá perto, mas não o deixaram...ou não soube...
Ricardo Alves disse…
Realmente é incompreensível.
Anónimo disse…
Guterres esteve perto, o senhor deve andar louco? O Guterres +pela mão do Fautinho rolhas "meteu" literalmente no aparelho de Estado 80.000 novos funcionários públicos sem critério. Todos os recibos verdes entraram sem concurso homem
Anónimo disse…
Bem. Vou corrigir.
Guterres de "paleio", tentou, prometeu, falou disso.
Mas alguém boicotou.
Mas não vale a pena chorar sobre o passado.
O presente é suficientemente preocupante e sério.

Hoje, o País soube, com espanto, que as despesas do Estado com pareceres auditorias, etc., aumentou 80%.
Um dos grandes beneficiados é neste momento, membro do governo.

Pergunta:
Este Governo não anda a gozar com os funcionários públicos?
FONSECA e COSTA disse…
Porque é isso que resulta da estrita aplicação da Lei Eleitoral e das contas fetas em Matemática Aplicada com recurso ao processo de Hond.
Carlos Esperança disse…
Fonseca e Costa:

A sua explicação não é exacta.

Os concelhos têm um número de vereadores de acordo com o número de eleitores. Podem aumentar ou diminuir de acordo as alterações demográficas.

O Porto é uma excepção.

Mensagens populares deste blogue

O último pio das aves que já não levantam voo

Cavaco Silva, paladino da liberdade

Efeméride – 30 de outubro de 1975