Derrota dos profetas da desgraça

Comentários

e-pá! disse…
Em política nada é como parece. Mas oxalá (passe a invocação!) que se confirmem as presentes previsões.

Não há motivos para citar os profetas da desgraça. Estão citados nos Lusíadas na figura do "velho do Restelo". Já chega!
Mas, também, não há motivos para demasiados júbilos, pois estamos muito abaixo dos 2,5% agora previstos (depois da revisão em alta) para a Zona Euro.
Isto é, continuaremos em rota de "divergência" da CE.

Finalmente, isto significa que, quer os tais "profetas da desgraça", quer o Governo (até nova revisão), enganaram-se nas previsões.
Pelo que deveremos encarar as previsões ... como previsões
ou,
como diz o povo:
"até ao lavar dos cestos é vindima"

ou,ainda:
"não deitar os foguetes antes da festa".

Fiquemos por aqui.
el__sniper disse…
... mas o diferencial entre o crescimento português e a média comunitária é igual ao esperado. Ou seja, efeito líquido do governo no crescimento: ZERO.

PS: Sempre é melhor do que negativo.

Mensagens populares deste blogue

O último pio das aves que já não levantam voo

Cavaco Silva, paladino da liberdade

A ânsia do poder e o oportunismo mórbido