Alemanha - Noite de Cristal



Foram mais de 12 horas de violência e destruição contra a comunidade judaica na Alemanha, que causaram 90 mortos, em números oficiais, e levaram às prisões 30 mil pessoas.

Comentários

e-pá! disse…
Reflexão

A Noite de Cristal (Kristallnacht) foi a antecâmara do Holocaustro.
Do já programado Holocaustro.
Dos progroms.
No século XX, uma porta grande, larga, abriu-se contra a Humanidade e por aí penetraram os algozes de um dos maiores horrendos crimes do regime nazi: o genocídio dos judeus.

Depois da guerra, o Mundo parecia envergonhado com o que tinha "permitido" que ocorresse, debaixo das suas barbas.
Faz o Julgamento de Nuremberga para lavar a memória e condenar os carrascos mais à mão.

Não tinha acabado o século XX e novos genocídios decorriam, na Europa (ex-Jugoslávia), sob o arrogante nome de "limpezas étnicas", contando com a passividade dos bem informados cidadãos europeus...

Henry Rousso (historiador francês especializado na II Guerra Mundial) afirmou que a "história da memória tem sido quase sempre uma história das feridas abertas pela memória".
Não foi suficiente a noite de cristal, Dachau, Auschvitz e mais recentemente a Sérvia..., já para não falar no Ruanda, Dafour, etc.

Com tantas e profundas feridas abertas no contexto humanitário e da memória histórica como é possível o que está, novamente, a acontecer, já em pleno século XXI?

Esta a reflexão que a Noite de Cristal nos invoca e provoca...

Mensagens populares deste blogue

O último pio das aves que já não levantam voo

Cavaco Silva, paladino da liberdade

Efeméride – 30 de outubro de 1975