Dois pesos. Duas medidas

Cavaco defende acção discreta [na Madeira]

*
«Para o bloquista [Roberto Almada] "quando se trata de brandar aos céus contra o Estatuto dos Açores, porque alegadamente lhe iria retirar poderes, o PR faz uma comunicação ao país mas sobre uma questão que coloca em causa a democracia na Madeira, fecha-se em copas e por interposta pessoa tenta exercer o seu magistério de influência", disse».
.
A isto chama-se "cobardia política", acusou Roberto Almada.

Comentários

aires disse…
Eu diria que é, antes, um fenómeno de clara "impotência politica"

no sentido da garantia eficaz e plena do regular funcionamento do sistema democrático.

Seja, nestas circunstancias e com estes comportamentos, sinto que se deve questionar "este" funcionamento da instituição PR,

e, em particular, começar a pensar paralelamente no candidato da democracia nas proximas presidenciais.

Abraço

PS Penso que assim comentando, estou a contribuir activamente para os problemas da competitividade das nossas empresas, também do nosso endividamento externo, e para o nosso (des)emprego.
Adamastor disse…
isto é de brandar aos céus...
e-pá! disse…
CE:

Não será: um peso, duas medidas?
André Pereira disse…
bem visto!
O PR revela total passividade.
São estes exemplos que levam a que agora seja chique atirar ovos aos Ministros.
Depois queixem-se que ninguém quer servir a causa pública.
perdeu-se a noção do crime, do respeito, da dignidade.

Mensagens populares deste blogue

O último pio das aves que já não levantam voo

Cavaco Silva, paladino da liberdade

Efeméride – 30 de outubro de 1975