Carnaval é quando o homem quiser

Alberto João Jardim, acusou o governo socialista de ser “um bando” que tem um objectivo: “afogar a Madeira”, disse o presidente do PSD/M no jantar-comício de sábado à noite no Funchal, que contou com a presença de 3 mil pessoas.

Comentários

Sandra disse…
Tem toda a razão! O governo do Socretino é um bando de traidores e já devia ter sido demitido como PM!
O Dr. João Alberto Jardim é um grande democrata e é um dos poucos políticos que sabe o que é uma Democracia.
Apesar de ser republicano até gostava de pertencer a um governo de uma Monarquia se Portugal o fosse porque as Monarquias são países mais desenvolvidos, assim testemunhou numa entrevista, no ano passado, no dia do centenário do regicídio.
ana disse…
Olha, mais uma. Já são quantos?
e-pá! disse…
Há mar e mar, há ir e voltar!...

O Governo Sócrates não vai, nem pode, "afogar a Madeira".

A Madeira permanece hirta e pujante enquanto estrutura insular, pétrea, magmática, florestada e florida, habitada por centenas de milhares de portugueses madeirenses, no meio do Mar Oceano.

Ilha que sobreviverá ao afastamento, ou às "zangas", amuos ou boçalidades de Alberto João Jardim...

Agora, entrando pelo caminho do banditismo (escolhido pelo próprio), e olhando para o PSD de MFL, Alberto João, pressente sérias possibilidades da sua demagógica e populista governação insular, acabar por "afogar-se" (ou afundar-se) na Madeira.

O que é, substancialmente, diferente.

Mensagens populares deste blogue

Nigéria – O Islão é pacífico…

A ânsia do poder e o oportunismo mórbido

Macron e a ‘primeira-dama': uma ‘majestática’ deriva …