CENTENÁRIO DA REPÚBLICA

Por

Amadeu Carvalho Homem *

MEMORIAL REPUBLICANO XI

XI - O Republicanismo e o Socialismo:
Teófilo Braga e Antero de Quental

Que lugar ocupava a teoria socialista na época da propaganda republicana? Esta questão não pode ser esclarecida sem que nos lembremos que os oradores das Conferências Democráticas do Casino lisbonense, em 1871, estabeleciam com naturalidade a equivalência entre o republicanismo e o socialismo.

A República não viria a ser mais do que a fórmula constitucional de um regime sob o qual a equidade económica e o império da justiça social se afirmariam com toda a evidência. Os mais aguerridos clubes republicanos dos primórdios do movimento reclamavam uma orientação federalista similar à dos comunards parisienses e à dos republicanos espanhóis da revolução de 1868.

Estes homens reviam-se na austera denúncia da exploração do trabalho com que Proudhon esmaltava os seus evangelhos sociais ; admiravam a indomável combatividade de Auguste Blanqui, que passara atrás das grades a maior parcela da sua vida; citavam frases ou passagens de obras de Fourier e Louis Blanc, de Cabet e Saint-Simon; aventuravam-se até a apontar como luzeiros Karl Marx e Engels, que raramente teriam sido directamente lidos por algum deles.

Texto integral em LIVRE E HUMANO

* Historiador

Comentários

Maria Menezes disse…
E desde quando o Antero do Quental é republicano? Também não sabem nada de nada sobre o Antero.

Visitem este blogue

http://esquerda-monarquica.blogspot.com/2009/02/antero-de-quental.html
Coitado do Quental, ao lado desse imbecil do Teófilo. Se o Quental pudesse sonhar o que a banditagem do Costa fez ao pobre do Azedo Gneco e ao Partido Socialista... Matava-se outra vez.
Rui Monteiro disse…
Tanta porcaria junta ... oh meu caro cuide-se ... vá ao médico ... acho que Anafranil não resolve o problema de obsessão que tem ...

“O pior que nos podia acontecer é sermos amanhã república” – anunciava em Julho de 73 Antero de Quental !

para mais informações :

http://esquerda-monarquica.blogspot.com/2009/02/antero-de-quental.html
Ricardo Ferreira disse…
Oh Nuno.

Também anda +por aqui??
Maria disse…
Eleições da República:

http://www.centenariodarepublica.org/centenario/conteudos/por-temas/das-eleicoes/

Presos políticos:

http://www.centenariodarepublica.org/centenario/conteudos/por-temas/presos/


Um jornalista inglÊs na revolução de outubro de 1910:

http://www.centenariodarepublica.org/centenario/2008/09/28/um-jornalista-ingles-na-revolucao/

" (...) Um outro ponto que não podemos deixar sem comentário, é aquele em que se atribui o mau nome da primeira república às calúnias dos seus adversários. Afirmação que seria válida para qualquer outro regime, pois é natural que sejam os inimigos de cada situação política quem vela pela exposição dos seus defeitos, não se pode, no entanto, aceitar a sua justeza no caso particular que temos em mãos, pois a má reputação deste regime deve muito mais aos seus partidários que aos seus opositores. (...)"

http://www.centenariodarepublica.org/centenario/2008/04/17/homenagear-pessoas-ou-estatuas/

Mensagens populares deste blogue

Nigéria – O Islão é pacífico…

A ânsia do poder e o oportunismo mórbido

Macron e a ‘primeira-dama': uma ‘majestática’ deriva …