Fátima - A consagração do mundo a Maria

25 anos depois
Consagração ao Imaculado Coração de Maria renovada em Fátima
Amanhã, 25 de Março, a consagração do mundo ao Imaculado Coração de Maria será renovada no Santuário de Fátima
.
Alguns comentários:
- Não se vê qualquer legitimidade na consagração daqueles que a não querem;
- Fica a saber-se que o prazo de validade da consagração é de 25 anos;
- No tempo da ditadura salazarista era, na prática, obrigatória a missa de consagração dos cursos de enfermagem e do magistério primário, sob pena de não obtenção do respectivo diploma;
- No caso da enfermagem havia escolas que exigiam no processo de admissão um atestado de baptismo católico e outro de « bom comportamento» passados pelo padre da paróquia de nascimento.
Bastavam estas tradições de má memória para que a Igreja católica se limitasse a consagrar católicos e deixasse em paz os agnósticos, cépticos, ateus e crentes da concorrência.
Para não poder ser acusada de vocação totalitária.

Comentários

ahp disse…
O verdadeiro "partido único" de Salazar não era a "União Nacional", que pouca coisa fazia; era a Igreja Católica. O cartão que ilustra o post é eloquente.
André Pereira disse…
Conhecendo a História recente compreendemos melhor o presente. A sociedade portuguesa ainda está atravessada por estes 50 anos de escuridão. Mas está-se a libertar; e isso preocupa muitos...
ana disse…
Fazem de tudo para fidelizar os clientes que têm e angariar mais alguns, no que parece não haver muito sucesso...
Rui Monteiro disse…
Salazar era maçon?

«O livro ainda não foi lançado, mas já promete grande polémica pela controversa tese que defende. Da autoria de José da Costa Pimenta, ele próprio controverso juiz, e com o título bem assertivo de Salazar, o maçon, o livro sustenta a tese de que Salazar foi maçon. Embora não tenha reunido provas concretas, Costa Pimenta alicerça a sua tese no facto de Salazar usar muitas fórmulas maçónicas nos seus discursos, bem como o facto ( este indubitável) de ter deixado de praticar os sacramentos da comunhão e da confissão ainda relativamente novo, e ainda a longa presidência de um maçon- Óscar Carmona, Presidente da República de 1928 a 1951. Estará nas livrarias nos primeiros dias de Abril.»

Luís Barata
In: http://prosimetron.blogspot.com/2009/03/salazar-era-macon.html

Mensagens populares deste blogue

Os incêndios e a chantagem ao Governo

O último pio das aves que já não levantam voo

Cavaco Silva, paladino da liberdade