Momento de poesia


Ateneia…




O teu nome tem a ressonância

antiga do sagrado

pronuncio-o no silêncio da noite

como numa oração

sobre um altar de pedra,

olhando a catedral do céu

e não me lembro

se a reverberação da minha voz

emocionada

libertou o sonho que me atormenta

ou aumentou a dor que me dilacera.


Alexandre de Castro

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Os incêndios e a chantagem ao Governo

O último pio das aves que já não levantam voo