O mundo está a mudar

Mauricio Funes, candidato da ex-guerilha de esquerda, venceu as eleições presidenciais de anteontem em el Salvador, pondo fim a 20 anos de hegemonia da direita no pequeno país da América central.

Comentários

Stefano disse…
Ainda bem que ele ganhou!! Pra desgosto da direita local, que só causou horrores em El Salvador.
e-pá! disse…
Depois dos vendavais que ocorreram e ainda percorrem quase toda a América do Sul, começam a chegar ventos de mudança à América Central.

A primeira lufada foi a Nicarágua, onde o líder sandinista Daniel Ortega venceu as eleições.
Agora foi em El Salvador, com Mauricio Funes, ex-jornalista, candidato da Frente Farabundo Martí de Libertação Nacional.
Quem se segue?

A influência americana nas Américas esbate-se. A América Central era uma quinta da então United Fruits. Agora a sua sucessora United Brands dedica-se aos transgénicos...

A transgenicidade pode ter reintroduzido o ADN da libertação neo-colonialista nestes povos que já sofreram, num passado muito remoto, a dominação Hispânica...

As mudanças políticas e económicas que estamos, neste momento a sofrer, podem ter como consequência o fim do Mundo unipolar que se instalou na década de 90, na sequência do desabar dos regimes comunistas do Leste Europeu... Durou 20 anos?

Bem, para o fim da actual era, não podemos menosprezar o contributo das mudanças económicas de uma Ásia, "emergente"...(India, China, Japão, etc.).
Aqui, as mudanças polítcas recentes são ténues. Houve sim um terramoto estratégico no campo económico.

À vista a transição para um Novo Mundo, multipolar.
Pacífica?

O grande problema é que, ao longo da História, verificamos que as "quedas dos Impérios" foram, quase sempre, conturbadas...
Stefano disse…
a United Fruit, por exemplo, causou a queda de Jacobo Arbenz da Guatemala, em 1954. Foster Dulles (secretário de estado) era acionista da UF e seu irmão Allen era diretor da CIA.
Depois da queda de Arbenz, a Guatemala foi liderada por assassinos e ladrões.

Mensagens populares deste blogue

O último pio das aves que já não levantam voo

Cavaco Silva, paladino da liberdade

Efeméride – 30 de outubro de 1975